Skip to main content

Pix é a tecnologia que possibilita transações instantâneas entre contas bancárias no Brasil. O recurso representa um aumento de eficiência nas operações financeiras. Ele reduz os custos, aumenta a segurança e melhora a experiência dos clientes. As empresas que já possuem esse meio de pagamento saem na frente da concorrência.

Neste texto, você vai descobrir:

  • O que é a tecnologia Pix;
  • Quais os principais benefícios;
  • Como sua empresa pode utilizá-lo.

Leia até o final para saber como implementar ainda hoje no seu negócio. 

O que é a tecnologia PIX? 

O Pix facilita transações financeiras entre indivíduos, clientes e empresas. Assim, é possível realizar pagamentos ou transferências bancárias em até 10 segundos, a qualquer hora do dia. Trata-se, portanto, de uma alternativa ao TED, DOC, boleto bancário e cartão de débito. 

De acordo com o Banco Central,  o Pix pode ser realizado em contas correntes, poupanças ou pré-pagas. A entidade ainda garante que a nova tecnologia tem o potencial de:

  • aumentar a competitividade e a eficiência do mercado;
  • reduzir o custo das transações;
  • aumentar a segurança;
  • incentivar a utilização de pagamento eletrônico;
  • promover a inclusão financeira.

Com o Pix as empresas não precisam lidar com o troco, o que ajuda a reduzir a quantidade de dinheiro físico no caixa. As transações são feitas pela rede do sistema financeiro nacional, que conta com avançados recursos antifraude. Além disso, o pagamento Pix é gratuito para pessoas físicas e tem um custo muito baixo para as empresas. Em algumas instituições bancárias, contas CNPJ também podem fazer transações Pix gratuitamente.

Os meios de pagamento já existentes ainda podem ser utilizados, mas há uma tendência de serem substituídos pelo Pix. A nova tecnologia pode, ainda, reduzir a circulação de cédulas e acelerar o fluxo de caixa no comércio. Enquanto as operadoras de maquininhas de cartão estabelecem um prazo para repasse dos pagamentos e maiores taxas, com o Pix o valor entra instantaneamente na conta da sua empresa. 

Como funciona na prática?

O Pix pode ser utilizado para transferências e pagamentos. As operações ocorrem entre pessoas diretamente (P2P, person to person), entre pessoas e empresas (P2B, person to business), entre empresas (B2B) e aquelas que incluem entes governamentais para pagamentos de taxas e impostos. 

O Banco Central não definiu limite mínimo para as transações. Assim, é possível transacionar valores a partir de R$0,01. O limite máximo pode ser estabelecido pela instituição bancária, de acordo com seus próprios critérios para evitar fraudes. 

Muitas das vantagens do Pix estão relacionadas a seu método de identificação. Não é preciso solicitar múltiplos dados como: agência, conta, CPF ou CNPJ. Basta saber a Chave Pix da pessoa ou estabelecimento com quem você quer realizar a transação. A Chave Pix pode ser cadastrada com CPF, CNPJ, e-mail, número de celular ou uma sequência numérica aleatória. 

Para fazer o cadastro, é preciso solicitá-lo na plataforma da instituição bancária e decidir entre as opções de Chave Pix. No momento de realizar uma transação, o pagador deve inserir a Chave Pix do recebedor. 

O recebedor pode, ainda, gerar QR Codes. Os códigos de leitura rápida já são utilizados no país. Eles servem para iniciar uma ação específica no dispositivo que, nesse caso, irá habilitar o usuário a realizar a transação financeira. 

Quais os benefícios de utilizar PIX?

O custo da operação é importante, mas o pagamento Pix possui outras vantagens. Para os pagadores, as principais vantagens do Pix são:

  • Segurança e baixo custo;
  • Agilidade;
  • Praticidade;
  • Possibilidade de integração no smartphone.

Para os recebedores, existem ainda outras vantagens:

  • Baixo custo de aceitação;
  • Disponibilidade imediata dos recursos;
  • Facilidade de automatização e de conciliação de pagamentos;
  • Facilidade e rapidez de checkout.

Para fazer um Pix você pode utilizar a lista de contatos do celular ou um QR Code. Para isso, só é preciso um dispositivo digital, como um smartphone. Evitam-se, com isso, meios físicos adicionais, como cartão, folha de cheque, cédulas ou maquininhas.

O recebimento imediato ainda reduz a necessidade de crédito, já que a empresa não precisará antecipar o fluxo de caixa para pagar seus fornecedores. Dessa forma, além do custo operacional, há uma significativa redução nos custos associados ao uso de maquininhas de cartão, como juros de empréstimos ou taxas de antecipação de repasses. O checkout do pagamento também é mais fácil, já que não será necessário dispositivo especial, tampouco, garantia de troco. 

O Pix também é vantajoso para o sistema financeiro. Ele proporciona a eletronização dos meios de pagamento e, com isso, melhor controle de LD/FT – sigla para os crimes de Lavagem de Dinheiro e Financiamento do Terrorismo. O Pix também reduz o uso de cédulas, que são meios socialmente mais custosos. Por ser um recurso eletrônico, facilita a competição entre meios de pagamento, o que tende a aumentar a qualidade dos serviços financeiros. A redução dos custos garante, ainda, uma maior inclusão financeira, levando mesmo pequenas empresas ao ambiente digital.

Como sua empresa pode utilizar o PIX?

O Pix pode ser utilizado por qualquer estabelecimento que receba pagamentos à vista. A adesão dos clientes pode não ser imediata, mas é preciso considerar as vantagens e incentivá-los. 

Restaurantes e supermercados, por exemplo, poderão se beneficiar de forma significativa. Esses setores já costumam receber pagamentos no débito. Portanto, a migração para o Pix vai eliminar as taxas pagas para as maquininhas de cartão. Além disso, o valor será recebido imediatamente. Como consequência, o fluxo de caixa será acelerado e a reposição de mercadorias será facilitada. 

A forma mais prática de realizar os pagamentos é via QR Code, pois não é necessário informar a Chave Pix. Basta que o cliente utilize seu smartphone para ler o código e, em poucos cliques, fará o pagamento. 

Já para o comércio eletrônico há uma vantagem adicional: a confirmação instantânea. Diferentemente do boleto bancário, que pode representar uma barreira à conversão da compra, o Pix é imediato. O cliente toma a decisão de compra e realiza o pagamento. Assim, o vendedor receberá o dinheiro em sua conta e estará pronto para encaminhar o produto, evitando, ainda, intermediação do pagamento.

Conclusão

O Pix é uma ferramenta nova e que pode aumentar de forma significativa a eficiência das transações financeiras dentro do país. Para isso, é necessário que as empresas e os usuários compreendam e implementem a novidade. 

São inúmeras as vantagens relacionadas ao seu uso, principalmente, a redução de custos e o ganho de agilidade. Com isso, empresas do comércio varejistas podem se beneficiar da maior previsibilidade e disponibilidade do fluxo de caixa – sem taxas de antecipação ou juros. 

Entre em contato com sua instituição bancária e ative ainda hoje esse meio de pagamento. 

Se a sua empresa ainda recebe com meios tradicionais, evite erros. Leia agora nosso artigo “Como conferir os pagamentos dos cartões?”

Até o próximo artigo!