Skip to main content

Você já avaliou como é a gestão do fluxo de caixa da sua empresa? Muitos negócios mantêm os controles obrigatórios, mas deixam de utilizá-los de maneira estratégica. Nesse caso, o foco costuma ser apenas o cumprimento da legislação. 

Porém, ao fazer isso é possível que a companhia se depare com problemas financeiros e dificuldades para manter o bom funcionamento das atividades. Dessa maneira, é essencial conhecer boas práticas para otimizar a gestão financeira. 

Neste conteúdo você aprenderá mais sobre a importância de uma boa gestão de fluxo de caixa e como implementar a estratégia. Acompanhe!

O que é fluxo de caixa?

O conceito de fluxo de caixa costuma ser conhecido pelos gestores, mas vale a pena relembrar. Ele trata do registro das movimentações de entrada e saídas de dinheiro. Assim, é uma ferramenta importante para o controle financeiro.

Ademais, ele também será utilizado para retirar informações que são usadas em diversos documentos contábeis. É o caso do Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE) e outros relatórios que a empresa deve manter para garantir a regularidade fiscal.

Por que é importante ter uma boa gestão de fluxo de caixa?

Além de facilitar o cumprimento das normas contábeis, uma boa gestão de fluxo de caixa é essencial para a longevidade da empresa. Por meio dela, é possível fazer projeções e otimizar o planejamento financeiro, auxiliando na tomada de decisões.

Com os registros, é possível avaliar volume de vendas, recebimentos, pendências e custos para identificar pontos de melhoria. Também é com ele que você pode fazer um diagnóstico para entender como o dinheiro da empresa é gasto e se existem inconsistências.

Em uma visão mais ampla, a ferramenta permite antecipar eventuais problemas e prevenir saldos negativos. Ainda, é possível identificar a origem de problemas financeiros e oportunidades para o negócio.

Por outro lado, quando acontece uma má gestão do fluxo de caixa, a empresa se expõe a diversos riscos. Os principais são as dificuldades financeiras, que podem levar ao endividamento ao não identificar gargalos, inadimplência de clientes e outros problemas.

Em longo prazo, isso pode inviabilizar o cumprimento das obrigações financeiras e a própria continuidade da empresa, levando ao encerramento das atividades.   

Como fazer uma boa gestão de fluxo de caixa?

Após entender o que é o fluxo de caixa e a importância de uma boa gestão para a saúde financeira da empresa, vale aprender como fazer isso. 

Confira as principais dicas!

Anote todas as movimentações financeiras

O primeiro passo para uma boa gestão do fluxo de caixa é registrar todas as movimentações financeiras, fixas e esporádicas. Isso significa que todos os ganhos e despesas devem ser anotados para que os dados levantados reflitam a realidade do negócio.

Para facilitar, vale estabelecer categorias conforme a origem da movimentação, como vendas, folhas de pagamento, impostos, fornecedores, entre outras. Ele também deve conter as previsões de recebimentos e prazo das obrigações financeiras.

A partir disso será possível fazer projeções financeiras e identificar a necessidade de maior capital de giro. Com a antecipação de medidas, há menos riscos de se deparar com atrasos, juros e outras penalidades geradas pelo endividamento. 

Mantenha um controle de estoque 

Você sabia que o estoque tem grande relação com o fluxo de caixa? Se não há insumos suficientes, é preciso fazer novas compras e ter dinheiro disponível para arcar com os pagamentos. Caso não tenham produtos disponíveis, as vendas também não se concretizam. Logo, não há entradas.

Ao mesmo tempo, se há excesso de estoque, sem projeção de uso, há riscos de que os insumos se percam, trazendo prejuízos. Perceba, então, que o controle de estoque se relaciona com as finanças, os resultados do negócio e o fluxo de caixa. 

O motivo é simples: o estoque faz parte do capital de giro da empresa e deve ser entendido como parte dos ativos do negócio. Portanto, manter um bom gerenciamento dele é fundamental para a otimização no uso dos recursos financeiros. 

Acompanhe o fluxo de caixa com frequência

Não basta criar os registros e manter um bom controle de estoque. Também é necessário fazer atualizações diárias no fluxo de caixa e acompanhar o seu desempenho em diferentes períodos. Isso permite a criação de projeções e a análise de resultados, além de aprimorar a tomada de decisão.

Também é fundamental dar especial atenção aos pagamentos recebidos, fazendo um controle de pendências e a conciliação dos valores. Afinal, é bastante comum que o estabelecimento trabalhe com diferentes meios de quitação, como cartões, boletos, transferências, Pix, entre outras.

Diante disso, é necessário ter meios eficazes para conciliar os pagamentos e identificar atrasos. Isso é essencial por dois motivos. O primeiro é dar a baixa correta em pendências de clientes, evitando cobranças indevidas que podem gerar problemas para a empresa.

O segundo é identificar a inadimplência com maior eficiência, permitindo a adoção de medidas de recuperação de crédito. Lembre-se de que a falta de pagamento dos clientes afeta o fluxo de caixa e pode impedir que a companhia cumpra as obrigações assumidas, trazendo diversos prejuízos. 

Tenha uma solução completa para auxiliar

Para facilitar essa tarefa, vale a pena contar com soluções especializadas. Uma dica é ter o suporte da tecnologia, com possibilidade de manter registros, fazer conciliação de pagamentos e emitir relatórios para análise de resultados.

Um software de gestão pode trazer grandes benefícios, como automatização de tarefas, redução de erros e aumento da produtividade. Dessa maneira, a empresa contará com maior precisão no registro e avaliação de dados.

Ainda, existem serviços de assessoria financeira, que ajudam a diagnosticar a situação do negócio e realizar diversas atividades contábeis. Assim, a equipe poderá manter o foco em outras funções estratégicas para buscar os melhores resultados para a empresa. 

Seguindo as nossas dicas sobre como ter uma boa gestão de fluxo de caixa, é possível manter o orçamento corporativo mais organizado. Dessa maneira, será mais fácil fazer projeções, planejar estratégias e otimizar o desempenho no mercado. 

Quer melhorar a gestão financeira da sua empresa? Acesse o nosso site e descubra como a Gold Soluções pode ajudar!